Mitos sobre as câmeras dSLR

Neste post, eu gostaria de compartilhar com os leitores deste site alguns mitos que eu tinha sobre as dSLR, e que me fizeram esperar algum tempo até comprar minha primeira câmera deste modelo.

Alguns destes mitos foram desmentidos, enquanto outros não, mas, certamente, fiquei muito satisfeito com o investimento realizado, e incentivo todos a fazerem o mesmo:

  • Custo elevado: realmente é uma verdade, afinal, a qualidade das dSLR é muito superior, e isso tem um custo. Entretanto, algumas câmeras podem ser compradas com valores mais ’em conta’, como a própria Nikon D5100, considerada uma dSLR ‘entry-level’ (modelo de entrada);
  • Mais custos com lentes: isso já depende dos objetivos de cada fotógrafo. A lente do kit básico da D5100, a 18-55mm, por exemplo, se mostrou bastante satisfatória nas minhas primeiras semanas após a compra; para os que não querem gastar muito e querem fotografar em situações diferentes, existem as opções de lentes como as 18-200mm, que satisfazem a maioria das necessidades;
  • Falta de zoom ótico sem investimento elevado: com câmeras ‘super-zoom’ oferecendo zoom ótico por volta de 30x atualmente, essa era uma grande preocupação minha; entretanto, comprimentos focais dessa magnitude (mais de 900mm) são raramente necessários, a não ser em situações muito específicas. A necessidade das ‘super-zoom’ foi criada por mim mesmo, sem a devida necessidade;
  • Complexidade: essa não era uma preocupação minha, mas incluo aqui por acreditar ser a de diversos fotógrafos amadores. Atualmente, quase todas as câmeras, incluindo algumas compactas, possuem as mesmas funcionalidades, e uma eventual maior complexidade de uma dSLR pode servir de incentivo ao fotógrafo.

Dito isto, devo lembrar que minhas primeiras impressões de uma dSLR foram excelentes: câmeras deste tipo são extremamente rápidas, tanto na obtenção do foco quanto no modo de disparo contínuo; mesmo com o uso do flash, este se recarrega rapidamente por uma quantidade razoável de disparos. Outra vantagem gritante das dSLR é a altíssima qualidade das fotos com ISOs altos; no caso da D5100, pode-se fotografar tranquilamente em ISO 1600, e em vários casos, em ISO 3200, enquanto as outras câmeras que usei apresentavam ruído considerável em ISOs bem menores.

Só lamentei ter demorado um certo tempo para entrar nas dSLR, mas faz parte, e há tempo pra tudo.

Deixe uma resposta